Dias Futuros, Homens Perigosos

“Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos”

O que você espera do futuro? Quais são as suas expectativas para o amanhã? Talvez essa seja a pergunta de muita gente. São tantas promessas de boas coisas para acontecer, é uma fantasia em disparate para os proclamadores de uma “paz” futura.

A esperança na vã vida terrena de fato não é propaganda somente de políticos bem intencionados na eleição, mas é também de muitos que se dizem pregadores do Evangelho. A mensagem paradisíaca de acolhimento do bem-estar nesse mundo para os homens, é a tônica dos arautos da atualidade. É muito melhor pregar a pseudo-paz humana focada no antropocentrismo, a mensagem que diz: ” Se é só para esta vida que esperamos em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima”(I Cor 15.19).

Essa mensagem de renúncia do eu, abnegação, escolha da vontade divina, está em desuso! o que vale é tudo que seja pragmático, emocional, superficial em detrimento do que a mensagem do Evangelho nos orienta.

Mas olhando para que o apóstolo Paulo escrevera, bem no começo da era cristã e atentando para o todo contéudo dessa carta, percebo um “pessimismo” do apóstolo em relação aos últimos dias, ( “schatos” palavra grega para “últimos” donde vem a palavra escatologia, estudo das últimas coisas, aparecendo 52 vezes no Novo Testamento) relacionando-se com a disposição de caráter interno do homem na sua inter-relação. Dias penosos, que no original, esclarece como sendo dias perigosos, é toda uma plenitude de agressividade, barbaridade e insanidade de um contra o outro. Observando a lista dessas disposições, percebo a magnitude do caminho do homem pós-moderno. Os homens serão:

  • Amantes de si mesmo
  • Gananciosos
  • Presunçosos
  • Soberbos
  • Blasfemos
  • Desobedientes aos Pais
  • Ingratos
  • Ímpios
  • Nenhum tipo de afetividade
  • Implacáveis
  • Caluniadores
  • Incontinentes
  • Crueis
  • Inimigos do Bem
  • Traidores
  • Atrevidos
  • Orgulhosos
  • Hedonista(busca desenfreada pelos prazeres)
  • Falsa piedade (religiosidade fantasmagórica e perversa, onde se prevalece a aparência, a estética superior a ética, conforme o curso deste mundo)

Não sei por que, que todas as vezes que leio isto só lembro da mídia propagando e enaltecendo as ações de homens nesses perfis. Agora diga pra mim, se filmes, músicas, celebridades, artes, enfim todo o recurso de entretenimento, político, filosófico, teológico que se dispôe hoje, não tem esse espírito?

Saiba, esse é o espírito do qual o mundo vive hoje…A tendência é o crescimento disso em escala gigantesca.

Pense Nisso!

Mário Celso, porque a minha Esperança está Em Cristo


Uma resposta para “Dias Futuros, Homens Perigosos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: