Evangelho-Aflição

E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus” Atos 14.21,22

Paulo estava vivendo e vivenciando os sinais de um Evangelho que transforma o homem. A cidade no qual ele estava, ficara atônita diante de tanta perplexidade que a Palavra de Deus causava. Milagres, excitamento de ódio pelos próprios judeus, e divisões de opiniões. Enquanto que em Icônio, o Evangelho produzia vida aos gregos como também judeus, uma enxurrada de incrédulos judeus golpeava os ânimos da multidão gentia contra Paulo.

Daí veio ultrajes, apedrejamentos, e fuga para uma cidade vizinha. Simplesmente por pregarem o Evangelho. Notamos que o Evangelho que Paulo pregava era uma desconstrução de pensamentos judaicos em relação ao Messias. Nesse evangelho-descontrutor resultou ódio por parte dos judeus.

Mas qual era a tônica da mensagem de Paulo? eles apenas falavam “ousadamente acerca do Senhor e testemunho da Sua graça”.

Em uma outra cidade a perseguição já se mostrava em um outro aspecto. A primeira perseguição, foi uma pseudo-identificação de Paulo e seu companheiro Barnabé com uma entidade grega pagã de forma que os habitantes se prostraram e pronto ao sacrifício aos deuses pela tal visita à terra!

Paulo, retrata aquilo informando-lhes das ricas bondade de Deus para com eles até mesmo nas necessidades mais simples daqueles homens. Não era Jupiter e nem Mercúrio, era o Deus dos céus que derrama bençãos e enche os seus mantimentos! Dissera Paulo.

Noto aqui também algo importante no ministério do apóstolo. O que em uma cidade ele falava ousadamente testemunhando do Cristo, na outra ele evangeliza para uma conversão de práticas vãs e supersticiosas para uma fé em Cristo, o Deus vivo. Paulo tem mensagem tanto para judeus como para gentios!

O problema-provisão de tudo aquilo que os mesmos judeus odiosos de Icônio foram os que “fizeram” a cabeça daqueles cidadãos para apredrejarem e odiarem a Paulo. Os judeus conseguiram tornar Paulo em um demônio para eles, visto que antes eram “deuses”! Observa a vulnerabilidade dos que seguem religiões e aparências. A mudança de partido e de pensamento é rápida.

Ali apedrejaram, arrastaram para fora da cidade e deram como mortos. Que situação o evangelho estava levando aqueles homens. Apedrejamento, vitupério, e outros males. Fico pensando nesse “evangelho” meia boca que muitos pregam hoje. Um despojar de tudo que se tornar árido para pregação do evangelho, um caminho menos doloroso é o mais indicado, tudo para satisfazer somente o ego e não Àquele que o alista para tal incumbência.

Quem quer arriscar a sua própria cabeça? Quem deseja ter seus bens confiscados por amor a causa? Quem” mete a cara” para falar somente a verdade e sofrer por causa dela? Quem?…Essa é a pergunta. Afinal o evangelho que se mostra por ai, é um evangelho de bem-estar espiritual-relacional, na qual nada nos remetará para o sofrimento que por ele é imposto.

O evangelho de auto-projeção de nenhum custo da vida. Afinal nesse “evangelho” o negócio é Ganhar, enquanto que para Cristo é PERDER!

Mesmo diante desses fatos, Paulo e Barnabé prosseguiram na proclamação fazendo muitos discipulos e confirmando as almas deles. O processo dessa confirmação era EXORTAÇÃO(ENCORAJAMENTO), PERSERVERANÇA NA FÉ pelas quais eram a base para o desenrolar da vida que iriam ter apartir daquele momento. As pessoas estão preocupadas em fazer números de díscipulos, e não se preocupam com a confirmação de Fé dessas pessoas, levando-as a uma vida de robustez na fé, tendo a certeza que por muitas tribulações terão daquele instante em diante, e que essas aflições tem como objetivo a entrada ao reino de Deus.

Teria muito do que falar sobre as “aflições ” pois a bíblia está vasta desse assunto! Mas ficarei por aqui…Esse era o evangelho que Paulo pregara e causara revoluções em todos os sentidos.Que tipo de evangelho estamos pregando?

Medite nisso!

Mário Celso


Uma resposta para “Evangelho-Aflição

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: