Os Salmos Que Não Lemos (Série). Parte I


Os cento e cinquenta cânticos espirituais dos Salmos, tornaram-se devocionais de todas as épocas para muitos cristãos. Desde a composição do hinário no segundo templo até os dias de hoje, os Salmos tornou-se parte do viver cristão. Porém na realidade, isso não funciona muito bem assim.

Veja um exemplo. Se uma pesquisa de sua área-congregação fosse estabelecida entre os que “apreciam” o livro de Salmos, e perguntasse a cada um, qual dos salmos eram mais lidos, a resposta obviamente seria os mais citados em culto público( 23,24, 91,100,..), que diagnostica o limitado conhecimento desse profundo Livro. Pra ficar mais claro o que estou dizendo, é que para muitos quando se ouve falar em Salmos, lembra-se primariamente dos “capítulos de vitórias e sucesso” neles registrados. E aonde fica a oração do infortunado? Aonde fica a oração do desespero? E onde fica também a “memorização” de trechos imprecatórios?
Trarei aqui uma série de salmos que não gostamos de ler.
Nesse mínimo texto, hoje irei abordar apenas um salmo ( os outros salmos estarei comentando em outros textos) que não está no nosso “banco de dados” bíblicos, por sê-lo de natureza muita controversa ao pensamento triunfalista do momento gospel Brasil.
Um deles é o Salmo 88. Um salmo indigesto para a maioria dos cristãos. Eu desafio a você lê esse salmo de coração aberto e alma vazada, e veja se há nesse salmo alguma proclamação de vitória, senão um coração desapontado, aflito e depressivo que clama a Deus. Dos 18 versos que compôem esse salmo, 17 são de natureza de fatos de terror suplicante e desanimador ao salmista. Vejamos portanto alguns:
* Angústia depressiva na alma (vs. 3)
* Fraqueza humana e limitação (vs. 4)
* Esquecido pelo desespero da morte iminente (vs. 5)
* Avassalado pela torrente da dor e aflição mais profunda (vs. 7)
* Um ser-abominável pela intensa perda e dor, de modo que se tornara repugnante aos seus (vs.8)
* Sentimento de abandono e solidão (vs.14)
* Enfermidades, sentimento de “ardente indignação” divina em seu ser (vs.16)
Apesar de tantos males que rodeiam o salmista, a sua única esperança está em Deus, do qual diz “Ó Senhor, Deus da minha Salvação”(vs.1). Esse é um dos santos que dessa vida bem nenhum gozava, prosperidade, riqueza, fama, reconhecimentos, dele se afastaram…Ele, se vivesse dentro da nossa era triunfalista propineira seria um “derrotado”, ou quiça um amaldiçoado…Porém para Deus um salvo. Perdera-se tudo aqui nessa terra, porém em Deus está a sua salvação e riqueza! Que bela adoração…Esse é na verdade um grande adorador.
Esse foi apenas o começo da série OS SALMOS QUE NÃO LEMOS…Aguardem mais salmos.
No amor do Senhor,
Mário Celso

Uma resposta para “Os Salmos Que Não Lemos (Série). Parte I

  • Ana claudia Stelet Moreno da Silva

    Olá graça e paz estou dando uma passadinha, gostei do blog , seus artigos são edificantes, benção pura. Se quiser nos fazer uma visita, será uma alegria tê-lo por lá, ok?Que o seu domingo seja de muitas e muitas conquistas em Deus, paz meu irmão.blogdamulhercrist.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: