O Sermão "Esboçado" De Paulo E A Pregação Repetida!


“Ao saírem eles, rogaram-lhes que, no sábado seguinte, lhes falassem estas mesmas palavras.” Atos 13.42

Quem já pregou mais de uma vez a mesma mensagem? Parece até mesmo deselegante para alguns pregadores de hoje repetir as suas mensagens. Eu já preguei a mesma mensagem em alguns momentos julgando ser necessário anunciar a mesma, só que em outra ambiência.
Porém, segundo o texto exposto em Atos, O público da sinagoga de Antioquia da Psídia, foram os que rogaram primeiramente a Paulo e seus companheiros que repetissem aquela reveladora mensagem de salvação.
Bem, Paulo e seus companheiros não rejeitaram a oportunidade de transmitir a judeus, gentios, prosélitos de judeus naquele sábado o testemunho do Evangelho de Jesus. Era comum para o chefe da sinagoga naquele dia, cumprir o shema – Basicamente a formalidade exigida dos judeus no seu sunagogos (ajuntamento conjunto) era a oração pelo lider, leitura do pentateuco e dos profetas e sermão por um membro idôneo da congregação.
Paulo, se lança a essa formalidade judaica afim de transmitir a Verdade do Evangelho. Levanta-se, faz um sinal com a mão e prega a Palavra. Mesmo sem nenhum esboço anotado em algum papel, Paulo se arremete a uma pregação Vétero-Cristo-Testamentária, esmiuçando textos que eram lidos e relidos pelos piedosos judeus todos os sábados, contudo faltando-lhes a revelação necessária para a sua compreensão espiritual.
O que é descrito em Atos 13. 16-48, seccionei com permissão de Paulo (risos) colocar pontos em seu sermão. Quatro ações podemos ver nesse texto. Três de Deus e uma de Israel:
I. As Ações De Deus Para Com Israel (Primeira).
a) Escolheu;
b) Resgatou;
d) Exaltou;
e) Suportou;
f) Apossa de Nações e entrega a Israel como herança;
g) Deu-lhes juízes, profetas e reis;
h) Levanta a Davi como figura messiânica;
i) Designa-lhes a Salvação em Jesus Cristo;
j) E ainda nos envia a Palavra da Salvação.
Paulo então nessa primeira abordagem deixa nítido a todos os presentes, que toda disposição,ação, vontade, salvação parte primeiramente de Deus e não do homem. É dele que provém todas as coisas necessárias para a nossa comunhão com Ele. Faz eco daquilo que Paulo ensina aos coríntios “ Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação”.

Agora o apóstolo parte para segunda ação- A ação humana em face da divina. A contra-Ação do homem. A despolarização humana em detrimento das diretrizes divinas.
II. As Ações De Israel Para Com Deus Na Pessoa De Jesus:
a) Ignoram a Jesus e aos ensinos dos profetas, embora que estes fossem lidos todos os sábados;
b) Condenam a Jesus, embora não tivesse em Cristo nenhum dolo;
c) Pedem e decretam-lhe a sua morte, embora não sabendo eles que as escrituras se cumpririam.
III. As Ações De Deus para Com Israel Na Pessoa De Jesus (Segunda):
a) Ressuscita a Jesus;
b) Cumpre plenamente para com os seus filhos, e isso inclui nós, a ressurreição, trazendo portanto um significado profundo na vida daqueles que creem em Cristo para a justificação.
E após isso Paulo cita o profeta Habacuque, numa solene advertência aos judeus presentes (ó desprezadores) dessa maravilhosa graça.
Isso gerou certa ânsia pela verdade no coração dos judeus, que após ouvir esse sermão simples sem riqueza teológica, apelam a Paulo que falem as mesmas palavras no sábado seguinte.
Agora porém, a mensagem era a mesma, a ambiência não. O público eram outros.
A mensagem repetida de Paulo criou ânimo e animosidade por parte dos habitantes daquela cidade. Ânimo, porque toda a cidade afluiram-se para ouvir a Paulo. E animosidade, porque em contrapartida os judeus incitavam a multidão contra Paulo, contradizendo tudo que o apóstolo ensinara. O interessante é que a palavra “contradizer ( grego, antilego)” no texto, aparece uma única vez aqui em todo o Novo Testamento.
Paulo afirmadamente contra os seus anti e de forma ousada declara-lhes a última ação de Deus para com Israel, e primeira para com os gentios. ” Então, Paulo e Barnabé, falando ousadamente, disseram: Cumpria que a vós outros, em primeiro lugar, fosse pregada a palavra de Deus; mas, posto que a rejeitais e a vós mesmos vos julgais indignos da vida eterna, eis aí que nos volvemos para os gentios.” Daqui portanto parte a ação divina para com os gentios- A porta da graça ser-lhe-ão concedida.
IV. A Ação De Deus Para Com Os Gentios (terceira):
a) Determinação divina para proclamação da salvação até os termos remotos da terra;
“Porque o Senhor assim no-lo determinou: Eu te constituí para luz dos gentios, a fim de que sejas para salvação até aos confins da terra.”
A aceitabilidade dos gentios à Palavra se fez nótoria naquele dia. Se por um lado existiam judeus instigadores contra os apóstolos, por outro havia abundância de graça e regozijo no coração dos gentios de forma que “glorificavam a Palavra do Senhor” .
Essa foi a mensagem de Paulo, e essa sempre será a tônica de uma verdadeira preleção Cristocêntrica.
Com Amor,
Mário Celso

2 respostas para “O Sermão "Esboçado" De Paulo E A Pregação Repetida!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: