I Digresso De Aviltamento Na Cidade De Brasilônica


Mário Celso, Repórter Por Um Negro Dia.


Reuniram-se em dias de trevas medonhas na cidade de Brasilônica, os filhos do crepúsculo religioso brasilônicos no I Digresso De Aviltamento. Foram dias de arrogâncias e vaidades filosóficas. Todo “glamour” da elite religiosa estavam presentes.

As aberrações e distrofias doutrinárias foram de fato o assunto principal daquela confraria. Como persistir em tais movimentos, como dá vazão a tal ciclo que arrebanha milhões de fiéis e barganha muito dinheiro. Todos os Cabeças de fato estavam estrategicamente conluiado para novos modismos, pragmatismos que surgirão em 2010.

No primeiro dia do encontro, especialmente aqueles que seguindo os padrões do século, ou porque não dizer a carne, proferiram das mais (in)versas e controversas palavras contra todo e qualquer tipo de governo, no êxtase do pensamento anárquico seguido pelas suas imundas paixões.

Estavam também reunidos as duas equipes de nome mundial, Os Atrevidos e Os Arrogantes na ejaculação de difamações às autoridades celestes superiores, declarando-se até mais poderosos do que anjos (embora maiores em força e poder). Alguns até mesmo “brincaram” com supostos anjos que lá estavam, outros sentiram o “cutuco” dos seres angelicais.

Enquanto isso uma turba “gospel” de grande MARCHA invadiram o local do evento. Num infernal barulho “santo”, na brutalidade irracional de atos deterministas, pessoas de caras pintadas, braços, pernas e peitos tatuados, ecoavam gritos de VITÓRIA num (de)côro extremamente musicado e declarando a todos os presentes os poderes dos seus deuses.

Abriram-se gráficos, estatísticas, projeções para dinamização da fé-monetizada e ainda anunciaram a propagações de campanhas mais criativas e atrativas.

Anunciaram ainda também a indicação de mais pregadores-revelação com excelente carisma, forte persuasão-multidão para amontoar fortuito votos aos Caciques e Coronéis do Grejianismo.

Nesse DesEncontro determinaram a nomeação de dois partidos Tristão para representar o nome do Grejanismo: O PPRA (partido do Prazer) e também PLUXCAR (O partido da Luxúria Carnal) aos quais terão como objetivo pleno, a regalia das suas próprias mistificações causando para a sociedade Grejês, visões, sonhos e toda espécie de nódoas e deformidades da alma, ainda que banqueteando com todas as farsas e farras.

Nomearam também em (des)unânime voto, o grande líder do negócio, o homem das “maravilhas”, o giganteiro da fé, Apostolaão de Beor, título-prêmio pelo qual o amou.

Ele prometeu fazer grandes “sinais” e “prodígios” para arrebanhar uma enorme quantidade de eleitores afim de ser o eleito. No seu primeiro discurso inflamado, jactanciosas palavras de vaidade sairam-lhe da sua boca no engodo e passional lascivo. Promessas de liberdades foram feitas àqueles que estavam prestes a fugir dos que andam no erro. A libertinagem os fascinaram.

Esse foi o I Digresso De Aviltamento…De Brasilônica fala o réporter Mário Celso.

Afff!! Até que enfim terminei essa reportagem.

-*-*-*-*-*-*- Desliga essa câmera ai, vamos embora…Tô com Náusea dessa lama.Vamos, vamos!!!

Também postado no meu outro blog Pró-Clamar


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: