Cresceram Em Tudo Menos Na Fé


Houve de fato um crescimento vertiginoso nesses últimos dias dos evangélicos no Brasil. Estão crescendo em muitas coisas; na política (quando se trata de interesses de uma tribo partidária eclesiástica), no entretenimento(nas grandes apresentações teatrais de pregadores e cantores show man), nas projeções arquitetônicas de suas catedrais, nos supostos milagres(aliás “milagres” tornaram-se coisas rotineiras), nos status sociais, econômicos e também em índices alarmantes de modismos doutrinários, todos com roupas velhas do novo evangelho segundo escreveram e escrevem os falsários apóstolos do Brasil.

Porém, aconteceu uma desproporcionalidade de crescimentos. Se por um lado cresceram em tudo isso e todos os meios e fins, por um outro cresceram também na insanidade e insensatez dos sentidos(percepção) em todos os sentidos.
Junto com todo esse crescimento, os joios dos idealismos humanos crescem na mesma medida. Charles Colson em seu livro “E agora, como viveremos?” definiu essas expansões como cosmovisões conflitando-se com ideais do Verdadeiro Evangelho de Cristo. Desses joios crescentes destacam-se:
O relativismo ético que constroem-se numa cadeia de subjetividades de preferências pessoais no quais afirmam que todos podem constituir suas próprias moralidades desde que sejam politicamente correto não importando se isso corrobora Verdades eternas e inquestionáveis.
O multiculturalismo que define todas as culturas igrejeiras como moralmente equivalentes, donde são tendências desse inchaço multi-igreja e que as identidades do seu próprio grupo ou umbigo eclesial estão profundamente enraizadas nesse “caldo” cultural e pós-moderno. Cada uma refletindo suas próprias experiências espirituosas e assim formando uma grande “nação” evangélica.
O aparecimento do Golias do momento. O pragmatismo da fé. O que funcionar como melhor praticidade é o certo. Todas as ações e métodos são julgados sob uma base utilitária. O crescimento se agiganta em escala de malucos que usam e abusam de tal prática avolumando numa quantidade de incautos. Vai desde o copo com água as águas ungidas…dos rituais aos despachos…Da perfumada rosa ao sal grosso…Do soprar no microfone ao corpos no chão…Do louvorzão tira o pé do chão ao louvor passos de leão.
E ainda podemos ressaltar o crescimento da utopia paradisíaca evangélica, fermentada pelos propagadores da prosperidade. Criando em mentes suas estruturas econômicas perfeitas. Uma riqueza sedimentada pela natureza terrena e diabólica em detrimento dos ímpares celestiais…Nunca em tão pouco tempo o desejo do povo evangélico se voltaram para os projetos utópicos dessa vida…”Se esperarmos em Cristo somente nessa vida, isso é o que nos basta…” Essa é a bíblia do momento.
Como podemos observar, cresceram em tudo menos na fé. O tratamento a cada um desses doentes causado por essa barriga-dágua religiosa a essa hidropsia da fé é o conselho de Paulo aos coríntios…” Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais”, ora tal distrofia e raquítico crescimento estará sob os regimes e bulas papais dos donos das “igrejas” no Brasil que passam ao povo um conjunto de rudimentos do mundo. E bota mundo nisso!
Mas está sob tutores e curadores até ao tempo predeterminado pelo pai. Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos servilmente sujeitos aos rudimentos do mundo” Gal 4.1,2

Os tais que assim demonstram prazer nesse marionetismo de fé nunca chegarão a uma fé sólida e consistente…Ainda que passem sobre todos os rigorosos exames da igreja como instituição ainda assim não passarão de meninos imaturos… ” Pois, com efeito, quando devíeis ser mestres, atendendo ao tempo decorrido, tendes, novamente, necessidade de alguém que vos ensine, de novo, quais são os princípios elementares dos oráculos de Deus; assim, vos tornastes como necessitados de leite e não de alimento sólido. Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança.Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal.” Aos Hebreus

Quem está apto para discernir isso, que aperceba-se dessa verdade atual.
Com Amor,
Mário Celso

Uma resposta para “Cresceram Em Tudo Menos Na Fé

  • -Oto-

    De fato!As igrejas não tem crescidos, e sim inchando, é bem diferente, ougo só incha quando tem algum problema, tudo que é sadio só faz crescer, não concorda meu amado? Temos que combater isso a qualquer custo, gostei muito de seu texto, amém.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: