A APOSTASIA E OS APÓSTATAS


Apostasia(aphistemi), uma palavra do grego bíblico que ganhou sentido e conotação na língua portuguesa. Dos muitos significados que nela estão proposto (e isso você pode ter acesso em qualquer bom léxico grego)podemos verificar sua força semântica; fazer retroceder, fazer afastar-se, remover, excitar à revolta, retrocecer, manter-se de lado, abandonar, afastar-se de alguém, lançar fora de visão, tornar invisível, fazer desaparecer, destruir, consumir. Mais uma me chamou mais atenção: destituir de brilho, fazer disforme.

O papel do apóstata será sempre a desconfiguração e a disformidade daquilo que é reto, puro e bom. Essa dissolução da forma, sendo a descontrução da boa causa do Reino de Deus. A apostasia é um ciclo sistêmico que inicia-se num coração dessassociado da verdade, ainda que de forma bem subjetiva, ela ganha forças a medida que se mantêm distante da boa fonte.

Ora, todo excitamento à revolta teve como boot do corrompido sistema humano o abandono e o afastamento da verdade absoluta e inegociável. Portanto, o apóstata se consome e se destrói pela busca da projeção da própria luz…

A apostasia não é coisa do século de Paulo. É algo tão atual, tão sutil e perspicaz que as vezes se mostra com algo envolvente e de agudeza espiritual, sagaz, talentosa e inteligente. É devido a isso que existe uma séria de advertências nas Escrituras, Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, que proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos, com ações de graças, pelos fiéis e por quantos conhecem plenamente a verdade…

A “regrinha” colocada pelos apóstatas é tão meticulosamente religiosa, que uma das farsas dessa hediondez é a proibição. A proibição se torna portanto o dogma e a teologia do apóstata. Uma logia que tem origem demôniaca e se apresenta em seus ditames na deturpação dos bens oriundos do Pai das luzes, convertendo tudo que é bom para a “posse” do mal.

Esse é o resultado do afastamento. A bondade de Deus não cabe no coração de um apóstata!

Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo…” Hb 3.12

Com amor,

Mário Celso na primeira centena de postagem desse blog.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: