Um "Piercing" No Coração.A Mensagem De Pedro

Por Mário Celso

O ambiente do Pentecostes tomava conta do lugar e das pessoas. A descida veemente do Espírito sobre os discípulos de Cristo foi a marca do genuíno mover de Deus naquelas vidas. A distribuição e a concessão do Espírito era a característica daquele evento glorioso.

Logo o “fogo” do Evangelho se espalhava nos corações abraseados. A multidão ali reunida de várias nações, ouve em sua própria língua “as grandezas de Deus”. Perplexidades e questionamentos tomavam conta dos ouvintes.
Algo diferente naquele lugar. Pentecostes naquele dia não ficou somente atribuída a uma festa de ritos e reuniões de judeus e prosélitos do judaísmo. Pentecostes é “falar das Grandezas de Deus” na língua do Espírito Santo, de forma inteligível, onde todos possam entender o plano de Deus para a humanidade e também a mensagem triunfante da Ressureição de Jesus Cristo.
E disso Pedro toma como a sua mensagem principal naquele dia. A promessa de Joel se concretizara. Jesus, o homem aprovado por Deus com sinais e prodígios e entregue aos homens para ser morto, pelo determinado desígnio e presciência de Deus, ressuscita e rompe os grilhões da morte…Portanto não podia morte retê-lo!
Pedro finaliza a mensagem afirmando que tal acontecimento só foi possível, devido o sofrimento do Messias rejeitado, crucificado, porém aprovado por Deus ressuscitando-o dentre os mortos.
E Pedro veemente diz “Esteja absolutamente certa, pois TODA a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez SENHOR e CRISTO”. A tônica cristocêntrica de um coração fortalecido pelo Espírito não podia faltar no coração de Pedro.
Que tipo de mensagem ouvimos hoje? Uma mensagem cristocêntrica ou excêntrica? Uma mensagem sentimental recheada dos exageros ” pentecostais” ou uma Mensagem sobre o Poder do Evangelho de Cristo?
O verdadeiro mover do Pentecostes se faz necessário pela objetividade da mensagem do Cristo Ressureto e não pela subjetividade de elementos estranhos à Palavra, donde aparece apenas a caricatura do Espírito e não a sua real presença.
A mensagem de Pedro traz compunção, pungimento e contrição nos corações de todos. A Palavra nos diz que “ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos?” (At 2.37). A palavra “compungir” no original( κατανυσσω, que só aparece uma vez aqui em todo o Novo Testamento) nos traz a idéia de picada ou furo de forma a atormentar a mente agitando-a violentamente. É o furo no coração de quem ouve a mensagem de Deus, trazendo-lhes contrição, aflição e portanto arrependimento sincero nos corações.
A mensagem por acaso que ouvimos hoje, causa tal impacto nos corações modernos? Está perfurando, como num piercing, de fato as idéias e convicções do homem, ou apenas consentido-o e acalentando o seu erro?
A resposta de Pedro para os tais e para todos é “ Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. E com muitas outras palavras isto testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa.” (At. 2. 38-40)
Esse é o piercing que Pedro usava em suas mensagens.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: