Arquivo da categoria: Teologia da Prosperidade

Pastores Exterminadores do Rebanho

Mário Celso
A promessa do Pastor divino para conduzir o povo de Israel está carregada de “ais” e sentenças duras e fortes contra pastores infiéis. O duro discurso de Jeremias, o profeta, aos líderes de Israel nos pinta um quadro de desordem e caos na condução espiritual do povo. Quando a sentença do profeta alarda…”Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto!” nos vem a mente cenas de escrupulosos que expôem indefesas ovelhas perante a crueldade dos vorazes lobos…Sendo o próprio lobo-pastor o exterminador de ovelhas errantes.

O cuidado pastoral na Bíblia tem um destaque marcante, visto que sempre existirão ovelhas feridas, machucadas, quebradas à espera de um pastor-amor restaurando-lhes e sarando as suas mazelas…A simbologia bíblica do Antigo Testamento de ovelha e pastor é tão vívida no plano-histórico que ganhou guarida e instrução até mesmo no Novo Testamento. Não se deve fugir disso.
Ao lermos Jeremias 23 nos é imprimido que em cada ato divino no tocante a guiar o povo de Israel, Deus deixou o seu rebanho para o cuidado pastoral de sacerdotes, reis e profetas. Acontece que tais pastores fizeram o modo contrário da coisa. Em vez de edificarem eles destruíram. No lugar da unidade-comunidade eles dispersaram. Ao invés do cuidado e proteção eles afungentaram, expulsaram e feriram.
A leitura de Jeremias nos coloca no contexto sócio-hierárquico-ministerial de nossa nação Brasil. Pastores que usam e abusam desse título afim de destruir muitas vidas. Vejo muita gente afirmar “naquele lugar mesmo tendo pastores corruptos existem pessoas que se ‘salvam’…Acreditava nisso até o dia que me deparei com a afirmação sólida de Cristo Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Mateus 23.15

O pastor-exterminador ele se utiliza da sórdida ganância, do proselitismo barato e atraente e produz filhos do inferno. A negligência para o cuidado das ovelhas é uma outra característica dos exterminadores. Os pastores de hoje, que mais se parecem com um popstar , jamais terão o cuidado e proteção à vidas…Os exterminadores de rebanho estão tão inserido no meio evangélico que a coisa vai ganhando força e peso. Cito agora alguns exemplos e características desse pastores como desembocadores de extermínio de fé no coração:
Pastor-intinerante. Não pastoreia, só passeia;
Pastor-artista. Não tem edificação para o povo, mas tem muitas peças teatrais para apresentar no púlpito;
Pastor-dirigente de culto. Engana-se achar que quem sabe dirigir bem um culto, sabe conduzir bem um rebanho. Dirigir culto é uma coisa, pastorear é outro.
Pastor-Administrador de Empresa. Depois que o evangelho se tornou capitalista e altamente lucrativo, é bem melhor administrar os recursos materiais do povo a pastorear as suas almas;
Pastor-Levita. Com essa onda toda de comunidades cantantes, os “levitas” utilizam toda estratégia musical para atrair pessoas (nada contra os que utilizam a boa música como instrumento para evangelização) e se doam em ‘ministério’ de louvor, colocando o “louvor” o meio principal de suas mensagens de entretenimento…
Pastor-Construtor. Aquele que foi designado para construir templos e catedrais. Sabe tudo de construção e quase nada de edificação de vidas pela Palavra;
Pastor-Marionete. Está sempre regido pelo sistema hierárquico, conhece muito bem a cartilha-bíblia da sua denominação e nada de Palavra!;
Pastor-nota de rodapé. Conhece a Bíblia apenas pelas notas teológicas de suas bíblias-livro, sempre condicionado à nota homilética do texto, ou ao pensamento da instituição reinante…
Pastor-CTRL-C. Adora copiar sermões na web e CTRL-V nos púlpitos…
Bem, a lista seria muito enorme, mas vou parar por aqui.
Termino dizendo, pastores que destroem, dispersam e afugentam muitas vidas, está nítido, é real e ao mesmo tempo assustador!
O meu povo tem sido ovelhas perdidas; seus pastores as fizeram errar e as deixaram desviar para os montes; do monte passaram ao outeiro, esqueceram-se do seu redil.” Jeremias 50.6
Que o Senhor Jesus, o bom pastor, nos guarde de todo o mal
Anúncios

PESO DE JEREMIAS À NAÇÃO BRASILEIRA

O pecado do Brasil está escrito com um ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares;

Como também seus filhos evangélicos se lembram dos seus altares-gospel, e dos seus prósperos bosques, junto às merchandising frondosas, sobre os altos outeiros de fé.

O meu monte de dinheiro no campo milionário! a tua riqueza e todos os teus tesouros darei por presa, como também as tuas teologias da prosperidade, por causa do pecado, em todos os teus termos.

Assim por ti mesmo te privarás da riqueza do Evangelho que te dei, e far-te-ei servir a Mamon, na terra que não conheces.

Assim diz o SENHOR: Que injustiça acharam vossos líderes em mim, para se afastarem de mim, indo após a vaidade de suas promessas, e tornando-se levianos?

Os “apóstolos” não disseram: Onde está o SENHOR? E os que tratavam de teologias não me conheciam, e os pastores prevaricavam contra mim, e os profetas profetizavam por Baal-Mamon, e andaram após o que é de nenhum proveito.

Houve alguma cidade que trocasse os seus padroeiros, ainda que não fossem deuses? Todavia o meu povo trocou a glória do Evangelho por aquilo que é de nenhum proveito
Porque o povo evangélico brasileiro fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas-teologias , teologias mortas, que não retêm águas.

 

Como fica confundido o ladrão quando o apanham, assim se confundem os evangélicos; eles, os seus deputados, os seus senadores, e os seus pastores-políticos, e os seus profetas de Mamon,

Onde, pois, estão os teus pastores-ídolos, Que dizem ao ‘apóstolo’: Tu és meu pai; e ao pastor-pedra: Tu me geraste; porque me viraram as costas, e não o rosto; mas no tempo da sua angústia dirão: Levanta-te, e livra-nos.

que fizeste para ti? Que se levantem, se te podem livrar no tempo da tua angústia; porque os teus ídolos, ó Brasil, são tão numerosos como são as tuas igrejas.

Somente reconhece a tua iniqüidade, que transgrediste contra o SENHOR teu Deus


A Religião-Sistema-Conexo E O Profeta Sem Nexo

O povo de Judá havia se corrompido, numa entrega deliberada à uma prostituição espiritual sem tamanho. O juízo era inevitável. Em meio a esse caos degenerador, se levanta o profeta Jeremias. Para muitos conhecido como o profeta chorão…Pra mim o apelidei de “o profeta vacilo”. Como assim? Você pergunta. Porque, as suas mensagens era tão contraditórias, tão sem nexos, descabida, sem futuro,fora do sistema, pensava então assim os moradores de Judá e de Jerusalém.

Como o povo se deixou ser cativado pelo pecado e idolatria, a destruição de Jerusalém por Nabucodonosor estava iminente. Cativou-se pela nulidade, cativo o será pela potestade.

Então aparece em cena o rei Zedequias no qual enviou Pasur um filho de sacerdote para consultar a Jeremias, qual seria a resposta de Deus para aquela situação…Usando uma linguagem bem regional (Piauí) o rei aparece com a cara mais lambida do mundo…”Pergunta agora por nós ao SENHOR, por que Nabucodonosor, rei da Babilônia, guerreia contra nós; bem pode ser que o SENHOR nos trate segundo todas as suas maravilhas e o faça retirar-se de nós.(Jer 21.2). Zedequias é a expressão da máxima da atual religião-sistema. Usa a religião apenas quando está em situação de risco, cujos recursos humanos são insuficientes para favorecê-lo.

Zedequias queria ouvir apenas o que agradasse aos seus incircuncisos ouvidos. A mensagem que ele esperava ouvir, era quem sabe uma mensagem triunfalista, recheada de positivismo e farta prosperidade, de acordo com o seu sistema de vida. “Nada de mal vai nos acontecer”, “Nabucodonosor não vai nos destruir”, “O Senhor está conosco nesse sistema“…Ledo Engano.Ora, o rei vivia muito bem no seu Palácio Real, ornamentadas de cedros e jardins abundantes…O povo estava entretendo-se às suas árvores frondosas bem como os seus altos prostíbulos cultuais, isso era tudo muito atraente…Religião misturada com muita sensualidade e orgias, ao ponto de Jeremias afirmar que os tais envolventes eram como “garanhões bem fartos, correndo de um lado para outro, cada um rinchando à mulher do seu companheiro…”(5.8).

Então o mais “vacilão” da história negra de Israel chega pra acabar com a festinha do povo e profetiza o que ninguém quer ouvir…Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Eis que farei retroceder as armas de guerra que estão nas vossas mãos, com que vós pelejais fora dos muros contra o rei da Babilônia e contra os caldeus, que vos oprimem; tais armas, eu as ajuntarei no meio desta cidade. Pelejarei eu mesmo contra vós outros com braço estendido e mão poderosa, com ira, com indignação e grande furor. Ferirei os habitantes desta cidade, tanto os homens como os animais; de grande pestilência morrerão. Depois disto, diz o SENHOR, entregarei Zedequias, rei de Judá, e seus servos, e o povo, e quantos desta cidade restarem da pestilência, da espada e da fome na mão de Nabucodonosor, rei da Babilônia, na de seus inimigos e na dos que procuram tirar-lhes a vida; feri-los-á a fio de espada; não os poupará, não se compadecerá, nem terá misericórdia.

Deus então os convoca a uma decisão urgente que valeria para as suas vidas. Como a misericórdia triunfa sobre o juízo, O Senhor lhes oferecem em escape…A este povo dirás: Assim diz o SENHOR: Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte. O que ficar nesta cidade há de morrer à espada, ou à fome, ou de peste; mas o que sair e render-se aos caldeus, que vos cercam, viverá, e a vida lhe será como despojo. A mensagem era nítida. Se eles permanecessem em seus acomodados vales e moradas a morte seria certa e fatal! Lembra-nos a afirmação de Jesus com respeito à vida eterna. ” Quem quiser preservar a sua vida perdê-la-á; e quem a perder de fato a salvará” (Lc 17.33). O comando de Deus era para que eles se rendesse aos caldeus e vivam! Submetendo-se ao instrumento do juízo de Deus (caldeus).

Ora, Zedequias achou aquilo tudo um absurdo, preferindo então o caminho da segurança-morte. isso de fato era a mensagem mais antipatriótica que os judeus um dia já ouviram! Essa mensagem custou caríssimo a Jeremias, posto que custou-lhe posteriormente ao seu aprisionamento e encarceramento.

O que de fato aprendo com tudo isso é a submissão de Jeremias ante a mensagem divina, não se dobrando as ondas impetuosas de uma religião prevalecente e nem ao populismo barato e imediato do sistema, da forma e da fôrma. Por outro lado vejo como a religião-sistema-conexo pode trazer letargia, mornidão, cegueira espiritual a um povo que prefere seguramente as iguarias desse ópio a mensagem divina!

Por isso, não entre no sistema desse mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Na contramão do sistema,

Mário Celso


Vocifera, Voz de Fera!

Como é impressionante o fato dos homens soberbos serem censurados, advertidos em toda a Palavra de Deus. A arrogância predominante no coração do homem caído faz chover exaustivamente severas palavras contra os tais…

Se por um lado os humildes são premiados com galardões, por um outro os insolentes são rechaçados por Deus em suas aventuras malignidades terrenas. Quando na “sua gordura se encerram, com a boca falam soberbamente”(Sl 17.10), o levante é feito brutalizando almas e mentes, aprisionando fracos e débeis. O mundo moderno está situado em um estrutura de vulnerabilidades e vícios arrogantes. Os poderosos deleitam-se em seus manjares de volúpias e controle humano. Afinal uma das marcas dos fim dos tempos é a monitoração, o controle de vidas e a robotização de seres determinados pelos os ‘grandões’ desse maluco jogo de poder.

Não há cura para tal doença, ao menos que evidencie uma verdadeira conversão de mentes e atitudes. Espero que sim, de fato a minha oração é para que isso aconteça. Ainda que se mostrem piedosamente os donos da esperança,(e esse é o ano) vai soar dentro de mim a ‘contrapartida’ de Deus a nos dizer que ” quanto ao soberbo e presumido, zombador é o seu nome, procede com indignação e arrogância” (Prov. 21:24). Esse mau é evidenciado desde a queda e vai perdurar até a consumação de todas as coisas, conforme nos revela a Palavra.

À toda palavra frívola que se profere será passado pelo acrisolador divino. O juízo está à porta. Junto a minha fala com a mesma do salmista…” Corte o Senhor todos os lábios bajuladores, a língua que fala soberbamente” (Sl 12.3) afim de que caiam por terra as palavras dos que lisonjeiam o ego humanista, e a todos os dissimuladores e figurantes desse teatro carnal.

As vozes que se levantaram, e também presentemente se alastram e continuará se expressando são ecos da rebeldia intermitente no coração do homem reverberando contra Deus e a tudo que O concerne. A estes que vociferam contra a Luz, está a declaração…

“Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades, para exercer juízo contra todos e para fazer convictos todos os ímpios, acerca de todas as obras ímpias que impiamente praticaram e acerca de todas as palavras insolentes que ímpios pecadores proferiram contra ele. Judas 1.14,15

Com Amor

Mário Celso


Vocifera, voz de fera!

Como é impressionante o fato dos homens soberbos serem censurados, advertidos em toda a Palavra de Deus. A arrogância predominante no coração do homem caído faz chover exaustivamente severas palavras contra os tais…

Se por um lado os humildes são premiados com galardões, por um outro os insolentes são rechaçados por Deus em suas aventuras malignidades terrenas. Quando na “sua gordura se encerram, com a boca falam soberbamente”(Sl 17.10), o levante é feito brutalizando almas e mentes, aprisionando fracos e  débeis. O mundo moderno está situado em um estrutura de vulnerabilidades e vícios  arrogantes. Os poderosos deleitam-se em seus manjares de volúpias e controle humano. Afinal uma das marcas dos fim dos tempos é a monitoração, o controle de vidas e a robotização de seres determinados pelos os ‘grandões’ desse maluco jogo de poder.

Não há cura para tal doença, ao menos que evidencie uma verdadeira conversão de mentes e atitudes. Espero que sim, de fato a minha oração é para que isso aconteça. Ainda que se mostrem piedosamente os donos da esperança,(e esse é o ano) vai soar dentro de mim a ‘contrapartida’ de Deus a nos dizer que ” quanto ao soberbo e presumido, zombador é o seu nome, procede com indignação e arrogância” (Prov. 21:24). Esse mau é evidenciado desde a queda e vai perdurar até a consumação de todas as coisas, conforme nos revela a Palavra.

À toda palavra frívola que se profere será passado pelo acrisolador divino. O juízo está à porta. Junto a minha fala com a mesma do salmista…” Corte o Senhor todos os lábios bajuladores, a língua que fala soberbamente” (Sl 12.3) afim de que caiam por terra as palavras dos que lisonjeiam o ego humanista,  e a todos os dissimuladores e figurantes desse teatro carnal.

As vozes que se levantaram, e também presentemente se alastram e continuará se expressando são ecos da rebeldia intermitente no coração do homem reverberando contra Deus e a tudo que O concerne. A estes que vociferam contra a Luz, está a declaração…

 

“Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades, para exercer juízo contra todos e para fazer convictos todos os ímpios, acerca de todas as obras ímpias que impiamente praticaram e acerca de todas as palavras insolentes que ímpios pecadores proferiram contra ele. Judas 1.14,15

Com Amor

Mário Celso


Pro-FEIO-cia! A Série

Bem no começo da minha fé participei de uma vigília numa congregação em um povoado perto da minha cidade, e ali estava eu, com o coração cheio da graça e da alegria.Mas algo intrigante aconteceu! Eu sempre levava o meu velho violão, e como de praxe nessas pequenas igrejas a oportunidade era sempre dada aos visitantes ainda mais por está com um violão a tiracolo…(risos).

Bem, o clima estava gostoso…Enquanto eu cantava ouvia calorosos “aleluias”. Quando terminei de cantar, logo começamos um ‘período’ de oração, e uma senhora então veio nos passos como de bailarina naquele tom ‘espiritual’, aproximando-se de mim, falou-me assim: Assim diz o Senhor, vou trocar essa tua garganta e colocar uma outra…Eis que será uma garganta de ouro…E ainda te levarei para todos os continentes dessa terra…


Fiquei então pensando!!! Será que a minha voz veio com defeito de fábrica e o fabricante gostaria de trocá-la e logo por uma de ouro? Falei aquilo para alguns irmãos, uns diziam ‘isso é de Deus’, outros porém me advertia para tal coisa.

Uma coisa porém guardei no meu coração, ainda que neófito...” Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo…


Essa foi a primeira da série- Pro-Feio-cia!


Mário Celso

A IntroMissão Dos Palhacentas


Malgelho de Tuca 10

Depois disto, o Impastor designou outros palhacentas e os ungiu de dois em doidos, para que o precedessem, armasse o circo e enganasse a todos em cada cidade e lugar aonde estavam para ir.

E lhes fez a seguinte advertência: O mercado gospel é grande, mas poucos são os investidores, implorai pois, ao público gospel que mantenha seus investidores e mande muito dinheiro para as nossas searas.

Ide! Eis que eu vos envio como Lobos comedores de cordeiros.

Levem suas bolsas para encher de dinheiro, os seus alforjes de caçadores de almas, e seus sapatos importados; a todos agradem nesse caminho.

Ao entrardes numa igreja, determine antes de tudo: Unção financeira seja sobre esta igreja!

Se houver ali um filho da riqueza, repousará sobre ele a vossa unção financeira; se não houver, caso só havendo “liso” nessa igreja, a riqueza voltará sobre vós.

Faça isso em várias igrejas e comunidades, comendo da comida deles, sugando-lhes as suas rendas, pregando o malgelho, retirando deles tudo que eles tiverem; porque digno é um showman do seu vultuoso cachê.

Quando entrardes numa comunidade e ali vos receberem, determine-os ao fechamento do contrato e não aceite valores abaixo do que for determinado…Ou dá ou desce!

Ah! Não se esqueça de fazer muito shows de curas e milagres pois este é a alma do negócio e anuncia-lhes: A vós outros está próximo o show da fé.

Quando porém entrardes numa comunidade dos “subversivos do Reino” e não vão vos receberem, saí pelas ruas e façam as suas marchas e determinai:

Até o ouro em pó da vossa cidade irão apegar-se aos nossos pés!

Digo-vos que, nesse ano da vitória, haverá mais dinheiro para nós do que para aquela comunidade.

Mário Celso


%d blogueiros gostam disto: